Início, v.1

Kimberly é uma jovem que mora sozinha em seu apartamento na Rua Santo Antônio e trabalha como Designer na Arts Design, uma empresa bem conceituada no mercado. Apesar de ser extremamente lógica e racional, Kimberly não consegue compreender as coisas estranhas que acontecem com ela em decorrência de sua estranha fixação por uma casa que está para vender na avenida onde ela sempre passa de ônibus a caminho da Arts Design. Ela não sabe o motivo, mas sente que há algo diferente naquela moradia e fará de tudo para descobrir qual é o segredo. Certo sábado em que voltava de uma visita ao tio, que estava internado em uma clínica de repouso desde que sofrera um acidente de carro, Kimberly decide parar em frente à casa para observá-la mais de perto. Ao observar a moradia, sente que há alguém dentro da casa que também a observa. Com medo, Kimberly foge e vai para o seu apartamento. Naquela noite, ela tem um sonho no qual um homem pálido e de enigmáticos olhos verdes azulados fala com ela como se a conhecesse há anos. Ela acorda sobressaltada, pois teve a sensação de que o sonho foi real. Kimberly não aceita os acontecimentos e parte em busca de uma explicação coerente e realista do sonho misterioso. Porém, ela não imagina que o homem misterioso com quem sonhara, não é humano e ela, que sempre foi lógica e racional, está a um passo de entrar em um mundo completamente fora dos padrões normais.


O Ciclo

O ciclo sem fim
Inicia, finda e torna a iniciar
Quando é que nessas voltas
Nós vamos nos encontrar?
O ciclo não espera,
Não se apieda de nós
Temos de acompanhá-lo
Antes que seja tarde demais
Nessas voltas,
Não me abandone e não me deixe só
Siga a meu lado pela eternidade que temos
Seja meu companheiro, meu caminho
Minha salvação,
A verdade, a escolha do meu coração
Seja forte o bastante para comigo estar
Quando o ciclo recomeçar...

  Michele Irigaray (30/08/2009)